Sou feio, sou comum, mas sou feliz


Antigos espíritos do Mal

Antigos espíritos do mal, transformem essa forma decadente em Mum-há, o ser eterno.

Quando eu era garoto eu adorava assistir a um desenho chamado thunder cats, alguns dos meus leitores não conhecem esse desenho. Nesse desenho há um personagem, do mal, chamado Mum-há que toda vez que está levando um pau do Lion, o chefe dos thundercats, invoca o caboclo para ficar forte e tentar vencer em vão os mocinhos. Aí você deve está imaginando que eu irei falar de desenho animado dos anos 80, não é? Mais uma vez, pequeno gafanhoto, você está errado.

Hoje irei conversar sobre essa neura de ser perfeito, de ser o mais bonito, o mais inteligente, o mais capaz e etc e tal. E no desenho o ponto fraco do Mum-há além de não agüentar levar uma surra boa dos gatinhos do trovão também tem aversão a sua imagem, pensem como é feio o menino e além do mais ele usa uma saiazinha ridícula com uma tatuagem no meio do peito de duas cobras... Deixa para lá!

Confesso que cada um de nós temos um pouco da neura do Mum-há, falo isso por que vivemos constantemente preocupados com a nossa aparência, se estamos na moda, se estamos atraentes e dessa vez eu me incluo nessa neura, não tanto quanto alguns chatos que vivem na frente do espelho beijando o bíceps, tríceps, tarando a própria bunda, a barriguinha de tanquinho e esquecem de olhar para o coração ou preferem não olhar.

O problema todo é que a nossa sociedade vive nos bombardeando para seguirmos as “tendências”, que temos que nos encaixar em um padrão que não é condizente com a nossa cultura, com a nossa realidade, algumas pessoas acabam por ficar alienadas. Principalmente provocadas pelas revistas de beleza, pelas revistas masculinas, pelo cinema e pelas revistas de moda que vivem mostrando homens e mulheres extremamente bonitos.

Recentemente eu vi um e-mail que mostrava alguns artistas de Hollywood sem as maquiagens e os photoshops que eu digo são os antigos espíritos do mal do Mum-há em nossa realidade, que vivem transformando seres humanos comuns em semideuses assim como acontece com o personagem do desenho.

E você e eu caímos bonitinhos no conto do vigário tentando criar corpos esculturais para ficarmos com aparência de determinado ícone midiático até porque ele é envolto de toda uma atmosfera de sedução, mas me digam, tem lógica você querer ser igual a alguém que precisa de recursos tecnológicos para parecer um semideus?

Não existe coisa mais tosca do que essa, é de doer o coração quando eu vejo uma mulher se submeter a 16 cirurgias plásticas para parecer com determinada atriz internacional, e ela ainda justifica essa atitude como uma homenagem a ela e divulgação do seu trabalho, pode ser tudo menos homenagem, na verdade eu chamo isso de dismorfia corporal e essa onda que não é do momento, já vem ocorrendo há anos e é preocupante devido aos riscos psicológicos e emocionais que essas alterações interferem na maneira de como as pessoas se enxergam que é totalmente desligada da realidade, um grande exemplo é o falecido cantor Michael Jackson que é de longe um dos seres mais monstruosos que já vi, eu sou fã de carteirinha do cara por isso me acho no direito de chamá-lo de monstro.

Outra situação relacionada à dismorfia corporal é a anorexia tanto ela quanto a compulsão por cirurgias plásticas são tratadas com muita psicoterapia e antidepressivos.

Mas seriedade a aparte, não sei se vale a pena você gastar rios de dinheiro com sucessivas cirurgias plásticas quando você poderia estudar, ler ou financiar um blogueiro como este vos escreve, quer dizer acredito que os meus leitores não gastariam 50.000 reais em cirurgias plásticas eles investiriam em psicoterapia, sairia mais barato e os resultados são fantásticos, além de ir malhar em uma academia legal.

Não pensem que eu sou contra fazer cirurgias plásticas, sou a favor, mas alguém tem que informar sobre essas aberrações, aberrações é um termo forte, não é? Ah to me lixado aberração sim, você transformar sua aparência em outra.

Concordo que se seu peitinho é caído e você quer dá uma levantada, se for para ficar bonito e você usar um decote generoso, os homens agradecem, eu não, afinal sou um homem casado e não olho para isso(tenso), se você não está satisfeito com o seu nariz e quer diminuir ou afilar, faça a cirurgia, se quer tirar as pelancas, por que não? Vai em frente, mas faça isso para agradar a si própria ou próprio, afinal os homens são vaidosos também diria Michael Jackson, no caso dele é bizarro o conceito de beleza.

Há alguns anos atrás eu assisti a um programa chamado “The Swan” tipo o transformação da Xuxa, só que muito melhor com cirurgias plásticas e outros recursos, aí no episódio do dia a candidata que era feinha foi receber os “mimos”, se não me engano ela estava de casamento marcado. A mulher fez cabelo, barba, bigode, os dentes, peitos, tudo que você imaginar, ela de um patinho feio, feio que doía, virou um belo Cisne, daí o nome do programa; o problema é que ao ficar linda foi como abrir a caixa de pandora, a mulher enlouqueceu ou criou coragem, deu um pé na bunda do noivo, desmarcou o casamento e deixou o pobre a chupar o dedo. Insano isso não? Para mim é além de insano é insano e egoísta.

Isso acaba causando além da dismorfia corporal em suas maneiras de aparecer como no caso da compulsão por modificação cirúrgica, anorexia, bulimia e vigorexia, que é a hipertrofia muscular, causa atrofia irreversível no cérebro e na alma, no cérebro por deixa de ser exercitado e não usa da razão e da lógica, tão características de nossa espécie, e na alma a manutenção de um vazio constante e crônico que ilusoriamente é preenchido com essas atitudes. Vamos ler um livro, um blog e fazer exercícios físicos.

Marido de mulher feia detesta feriado.


.

0 comentários: